segunda-feira, 19 de maio de 2008

Já tinha saudades de jogos fáceis com o Porto

Tenho de confessar que já tinha saudades de jogos fáceis com o Porto. Finalmente, com o da final da Taça de Portugal – Sporting 2 (Rodrigo Tiuí 2), Porto 0 –, isso aconteceu. O Sporting acaba a época a ganhar, da mesma forma que começou, e assim como que apaga um percurso marcado tantas vezes pela mediocridade (sobretudo por via dos dirigentes que actualmente detêm o poder no clube).
O jogo foi fácil, com o Sporting a jogar de um forma razoável e o Porto a dar a ideia de que desceu a Lisboa com os jogadores já de férias, o treinador metido num qualquer recolhimento espiritual em que a regra fosse sobretudo não pensar e o presidente em parte incerta. Algumas notas: Rui Patrício teve pouco que fazer mas quando teve desta vez não falhou; Polga, com as duas possíveis grandes penalidades que arranjou, sempre a entrar à maluca seja fora, seja dentro da área, voltou a mostrar que é um autêntico desastre com botas de futebol; Tiuí excedeu as expectativas, mas não muito (pelo menos para mim, que nunca alinhei no coro de críticas – como já tenho aqui referido, não é nenhum Drogba, nem tão pouco nenhum Liedson, mas sabe jogar e pode sempre ser uma ajuda); puroviques, farnerudes e outros horrores estiveram de fora; a arbitragem foi um desastre (um golo que me pareceu mal anulado a Romagnoli, as entradas irresponsáveis de Polga sobre Lisandro que não foram assinaladas, o perdão de cartões ao mesmo Lisandro e a Bruno Alves, além da expulsão de Fucile, e por aí adiante); já Filipe Soares Franco, o homem que adora segundos lugares, no final parecia um pouco triste (talvez preferisse a derrota, para ficar com uma espécie de segundo lugar na prova, o que na sua imaginação, quem sabe, até daria a qualificação para mais uma liga milionária e o livraria de pagar os prémios da vitória). Ainda outra nota, nas costas dos jogadores: o Porto apareceu patrocinado pelo Banco Espírito Santo e o Sporting pelo BES.

3 comentários:

Luís Graça disse...

No ténis de mesa o Sporting chegou ao 20º título (frente ao Sporting de Porto Santo, 3-1) na taça!

No Moto GP, Rossi chegou às 90 vitórias e festejou com uma viagem à pendura de Angel Nieto...que conseguiu 90 vitórias.
Jorge Lorenzo, de canadianas para andar, ficou em segundo!

O ABC reagiu à derrota no campeonato com mais uma vitória na Taça de andebol.

A Físisa de Torres Vedras está a um passo de eliminar o Benfica no basket.

Nadal continua uma "besta" da terra batida, ganhando ao Federer.

Perante isto, a vitória do futebol diz-me pouco. Onde é que esteve o espectáculo?

CLeone disse...

O espectáculo esteve no golos, memso no anulado ao ROmagnoli, no tenis de mesa é que não...e apra variar uma final de taça mais emocionante que a de Inglaterra.
Muito bom post. Acho que depois destes golos o Tiui fica no ano que vem por cá, resta ver se continua assim. E o PB tb, a correr riscos como o da expulsão do ABel (que o POrto tentou mas falhou, e bem), talvez com o Grimi, que é muito parecido com o ROnny apesar de toda a propaganda, e com o hábito de arranjar problemas com bons jogadores: Beto, Sá Pinto, C Martins, Nani, Stojkovic (pronto,este pede-as), e ontem VUkcevic.
Gostei muito das queixas do POrto sobre o árbitro, já a preparar o terreno apra a proxima SUpertaça (o Propf Jesualdo sempre que perde com o SCP é pelo árbitro, a única vitoria que teve é que foi um bom árbitro...). E quero ver se o João paulo leva 3 jogos como levou o Derlei e se há sumaríssimo ao boxeur Fucile...

Luis Eme disse...

já esperava aquele discurso do professsor pardal...

quando perdem, só pode ser culpa dos árbitros.

Eles que vão comer dobradinha na tasca do Manel da ribeira...