sexta-feira, 22 de junho de 2007

E agora algo mesmo mau

Ainda sobre o meu romance, saiu hoje no «Público» (suplemento «Ípsilon») um texto a dizer cobras e lagartos; só agora é que soube, porque não comprei o jornal. O texto está no blog do autor.

3 comentários:

Luis Eme disse...

Eu li... pois, parece que não gostaram da fórmula e do conteúdo...

E foi do senhor Pitta (com dois tês...)!

amv disse...

Não gostaram mesmo, o que não traz nenhum mal ao mundo, como não trazem os textos em que a ideia com que se fica é a de que gostaram.
De qualquer maneira, além dos comentários - sobre os quais não há nada a dizer, obviamente - há factos que são referidas que estão errados e que por isso me surpreenderam. Por exemplo, a referência a que faço a análise de trabalhos de outros escritores dizendo apenas quem traduziu e coisas do género; claro que não faço análise nenhuma, o romance não é para isso, e o mais certo seria eu nem conseguir fazer grandes análises se tentasse. Outro exemplo, pior, é a referência a que no romance se pretende que a minha personagem substitua com vantagem as personagens de outros escritores; não é assim, bem pelo contrário, no livro até se lança a hipótese de o mágico querer ir para livros de escritores melhores do que eu, só para ter mais leitores, para entrar em histórias melhores do que as minhas (embora eu como narrador acabe por defender outra teoria, com base numa coincidência de que a certa altura me apercebo) - este segundo erro é o pior, porque quem lê na volta ainda pensa que eu me estou a armar em grande escritor, capaz de fazer melhor do que os outros.

CLeone disse...

Esse segundo erro e' efeito da propria pittice, digamos assim... Nao ligue, se a nocao de romance esta' supostamente muito esticado no seu livro, que dizer de um blog Da Literatura em que ela so' acidentalmente entra? Nao ha' necessidade.