sexta-feira, 22 de agosto de 2008

O que vou escrevendo

Um pouco do que vou escrevendo…
Se o clarão não fosse avermelhado, se fosse mais de tons amarelos, eu poderia muito bem pensar que do outro lado dos montes toda a terra até ao mar era ocupada por uma cidade, enorme, uma metrópole gigantesca, um mundo feito de luz.
(imagem do cenário aqui)
.

1 comentário:

Manuel Leão disse...

António:

Bonita imagem!

Um abraço.