sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Ainda os louva-a-deus

Ainda os dois louva-a-deus do penúltimo post, ou melhor, apenas um deles, o mais pequeno (e que me pareceu ser o menos tímido). Estas são algumas das fotos que lhe tirei, antes de o maior aparecer.
.

3 comentários:

Anónimo disse...

São verdes. Isso já diz alguma coisa. Parabéns pelo triunfo e, já agora, talvez o António me possa dissipar uma dúvida: - Ontem, na transmissão do jogo, vi o Pinto da Costa na tribuma de honra, ladeando, juntamente com o Soares Franco, uma personalidade que não reconheci (governador civil, presidente da câmara, dono do estádio?). A suspensão do cargo é compatível com estas mordomias? Se o FCP ganha, ainda se dava o caso de descer ao relvado para receber a taça.
Esclareça-me lá, meu caro António, que nestas coisas sou um bocado nabo.
Grande abraço,
Manuel Nunes

Luís Graça disse...

Uma das pessoas era o Amândio de Carvalho, dirigente da Federação, ligado desde há muitos anos à Associação de Setúbal.

Em 1986, meses antes do Mundial do México, ainda o ouvi em pleno anfietatro 2 da Faculdade de Direito. Foi lá mais o José Torres, falar aos futuros juristas.

amv disse...

Manuel, o Luís já respondeu; era um vice-presidente da federação, que depois da entrega da taça ficou no meio dos jogadores aos pulos durante um bom bocado. Na fila de cima da tribuna apareciam mais três pessoas, mas não reparei bem nelas e nem as reconheci. Quanto ao Pinto da Costa, na final da Taça de Portugal não o deixaram ir para a tribuna, por isso não percebo por que é que desta vez deixaram; a menos que tivessem pensado que já tinha, nem sei, talvez um terço da pena cumprido e assim poderia estar numa espécie de liberdade condicional em relação a essa mesma pena.

Quanto aos parabéns, obrigado. Vamos a ver no que isto dá esta época.

Abraço,

António