segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Os esgotos atirados para a ribeira

É inacreditável, mas em pleno século XXI, na minha terra, em Monchique, onde o presidente da câmara chegou este mês aos 25 anos no cargo, os esgotos são atirados directamente para a ribeira. Ver aqui e aqui, por exemplo. É todo um bairro social e mais uma série de habitações das proximidades que estão nesta situação. O presidente da câmara, que há anos e anos é confrontado com a situação, diz que não há problema nenhum, e eu até admito que na cabeça dele não haja mesmo problema nenhum, pois pode muito bem considerar que uma situação assim é absolutamente normal (nele já pouca coisa me espanta). As notícias foram feitas a partir de um trabalho da Lusa, para o qual o presidente da câmara não quis prestar declarações (eu gostava que o jornalista tivesse publicado a resposta que o presidente da câmara lhe deu ao recusar prestar declarações).

2 comentários:

Manuel Leão disse...

E ninguém lhe dá um encosto para ele tomar banho lá dentro?

Isto, claro está, porque ele diz "que não há problema nenhum". Então, se não há...

O Marcelo Rebelo de Sousa também se lançou ao Tejo e isso já foi no Século passado!

amv disse...

Você nem imagina a peça de que estamos a falar... Só mesmo conhecendo de perto (mas a distância segura, é claro).

António