sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Escritores no meu romance (28)

José Riço Direitinho, Portugal
Sei que o mágico velhinho vai chegar hoje. Não que alguém me tivesse dito, mas há quinze anos que espero este forte cheiro a erva-cidreira que agora se sente, depois da chuva.
(excerto de «O que Entra nos Livros», página 35)
Foto: Rui André

1 comentário:

Luís Graça disse...

É sempre um prazer estar com o José Riço Direitinho, da velha fornada do DN-JOVEM.
Cidadão do mundo, observador atento da realidade, um homem com aquele olhar calmo e brilhante que me faz sentir sempre bem ao pé dele.