domingo, 5 de agosto de 2007

Vale a pena ler

Vale a pena ler José Adelino Maltez, ao que parece em descanso para os lados da Ria Formosa. Aqui.

5 comentários:

d.e. disse...

VALE A PENA LER António Manuel Venda, deixarmo-nos ir pelas ruas de Évora, sob as arcadas, ao cheiro dos livros do Sr. Sapinho Júnior com as suas personagens singularmente animadas.
Saiba o caríssimo escritor que este seu livro é das coisas mais interessantes que ultimamente tenho lido. Um produtivo diálogo com a Literatura e com a memória afectuosa das leituras que fazemos.
Um grande abraço,
Manuel Nunes

d.e. disse...

Claro que também vale a pena ler estes textos de José Adelino Maltez. A Ria Formosa é um local único.

Anónimo disse...

Caro amigo,

agradeço as suas simpáticas palavras.

Um abraço

AMV

Luís Graça disse...

José Adelino Maltez (o Dr.Maltez da cadeira História das Instituições, de que fui aluno em 1982, quando entrei para Direito) apontou-me o cachimbo e disse:
--- Você, sim, você, sabe o que é o Sexto?
Por acaso eu até sabia que era o Livro VI das Decretais de Gregório IX, mas perante o cachimbo apontado não respondi, que o cachimbo podia disparar.
Foi na primeira aula.

No final do ano baldei-me à oral e não havia passagens administrativas. A monitora para mim:
--- Então, não foi à oral?
--- Não, tinha muita matéria para rever. E vi o Mundial de Futebol.
--- O Dr.Maltez tinha-o passado, que ele tem boa impressão sua.

Foi o cachimbo. Meses mais tarde descobrimos que José Adelino Maltez tinha publicado um livro de poesia:"No princípio era o mar".

Fragmentos Culturais disse...

Olá António,

Foi com muito prazer que o [re]encontrei neste seu novo espaço!

Vim aqui parar através do blogue ' Mundo Pessoa', publicação da Casa de Fernando Pessoa!

E foi com muita satisfação que soube da publicação de seu novo livro 'O que Entra nos Livros'!
E com a apresentação de um autor que gosto muito, também - José Agualusa!

Continua na editora Ambar... não sei se veio apresentá-lo por aqui.

Vou ler! Como sabe, não perderia!

Abraço muito amigo,