sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Entrada tranquila

Entrada tranquila no campeonato. Sporting 4 (Derlei, Liedson, Tonel, João Moutinho), Académica 1. Algumas impressões…
- é bom ver o Sporting com uma equipa de jogadores que sabem jogar futebol (10 em 11 é um valor assinalável, ainda mais sendo o único mau – Polga – um jogador aplicado);
- em relação à equipa habitual da época passada, só se lamenta a falta de Nani (de Custódio, titular durante algum tempo, do trava-equipas Caneira e do sempre imprevisível Ricardo não ficaram saudades);
- era escusada a presença de Farnerud na segunda parte (vê-se que até sabe jogar, mas nem luta nem parece ter grande vontade de participar);
- Yannick, que também entrou na segunda parte, parece abatido com a condição de suplente;
- a equipa falhou muitos golos, especialmente por Liedson;
- mas esteve sempre, ou quase sempre, dominadora – e lances como os que Liedson acabou por desperdiçar poucos avançados conseguem criá-los;
- Derlei (na foto de Pedro Cruz - site do Sporting - começa a justificar a presença no lugar de Yannick;
- a jogada do primeiro golo é notável, especialmente a simulação de Vukcevic (tanto ele como o jogador que hoje substituiu – Izmailov – acabam por ser alvo de alguma injustiça, pois sendo bastante bons a comparação é sempre feita com Nani, o que lhes coloca alguns problemas);
- Polga, com as habituais entradas à maluca, lá arranjou outra vez maneira de fazer um penalty (o árbitro não marcou, depois de ter deixado também de assinalar uma falta cometida imediatamente antes pelo jogador da Académica que Polga derrubou);
- o guarda-redes teve duas falhas, uma ao defender para um adversário uma bola que ia ao lado, outra (mais compreensível) no golo sofrido – mas continua a dar a ideia de que com ele não vamos ter grandes problemas na baliza ao longo da época;
- Adrien Silva, de quem dizem maravilhas, podia ter jogado mais uns minutos (talvez o golo da Académica tenha feito Paulo Bento deixar a substituição para os descontos).
Ou seja, pelo que se viu hoje – e até na vitória sobre a confusa (Jesualdo) equipa do Porto –, o Sporting promete.

1 comentário:

Luís Graça disse...

O Sporting promete, mas ainda assim estou desconfiado.

Noto, realmente, bastantes melhorias do meio-campo para a frente, com um naipe de jogadores que podem fazer a diferença, pelo potencial criativo. Mas é necessária maior regularidade.

Repare-se que mal a Académica subiu no terreno e fez o 1-3, o Sporting andou uns minutitos à toa, sem que nada o fizesse prever.

O guarda-redes teve algumas hesitações e já não me dá tanta confiança como anteriormente. Acho que é um homem de uma grande defesa e logo a seguir uma hesitação.

Tudo somado (e não vi a primeira meia-hora de jogo) gostei da atitude da equipa e de ter havido muitos lances de ataque.

Acho que só há dois candidatos ao título este ano (FC Porto e Sporting), apesar de o Braga ter uma belíssima equipa. Se o Sporting conseguir aproveitar uns deslizes do FC Porto no início do campeonato, pode muito bem sagrar-se campeão.

O Benfica só tem uma hipótese: não perder o comboio nos primeiros jogos. Não acredito nada nisto. É uma equipa com bastantes limitações e o ambiente vai ficar terrível após os primeiros desaires.