terça-feira, 23 de setembro de 2008

Já nem me lembro de quando coloquei aqui a última imagem...

.

5 comentários:

Luís Graça disse...

Vê lá isso...
Tu és um importante intermediário entre a beleza que Deus criou e aquela que generosamente partilhas connosco.
Não te esqueças de continuar.
Também gosto muito deste plano.
Só estranho não ver o Lito pendurado, a dormir.

antónio souto disse...

Bonita imagem!
Um dia destes, havendo autorização, ainde te roubo uma ou outra para a publicação escolar Confluências. Ganhava o boletim e o Camões - com as imagens e com o autor delas!
Assim de repente, pareceu-me ver uns quantos moinhos de vento ali para os lados de Mafra, com a pás rodando, lentas...
Ó Luís, talvez por isso lá não esteja o Lito, caiu!...

Anónimo disse...

Que beleza, António Manuel Venda.

amv disse...

Luís

Provavelmente não percebeste, mas na imagem o que aparece é os bicos de uns pássaros esquisitos que existem por aqui (espécie desconhecida e por isso ainda desprotegida, apesar de em vias de extinção, segundo me parece). Na foto só se vê uma parte do bico de meia-dúzia deles; o bico tem uma particularidade, só abre mesmo um bocadinho na ponta, como se pode ver pela imagem (estão todos a pedir comida, coisa que já se tornou um hábito; pedem em castelhano, evitando quase sempre o recurso ao calão, o que não deixa de ser um pouco estranho).

Abraço,

António

amv disse...

António

Rouba as imagens à vontade. Mas o melhor é pedires directamente para o meu e-mail, para te mandar com boa definição. Só não posso ceder as do pequeno fantasma do Fernando Pessoa, pode dar prpblema com quem lhe gere a arca e os direitos de autor.

Abraço,

António