domingo, 22 de junho de 2008

Uma coisa inacreditável

Mais de meio século depois do final da Segunda Guerra Mundial, o Parlamento Europeu aprovou uma directiva de tendência nazi, sobre imigração. Nunca pensei que isto pudesse acontecer, inclusive com eurodeputados portugueses a votarem a favor. Um imigrante em situação ilegal pode ir durante um ano e meio para a prisão. Nem sei como não apareceu alguém a lembrar-se de incluir no texto uma referência a instalação de câmaras de gás nas prisões e nos centros de detenção.

2 comentários:

Manuel Leão disse...

António:

O texto, da notícia, refere Luís Queiró como democrata-cristão. A invocação de "cristão" funciona como "guarda-chuva".
Nem democrata nem cristão. Um cínico, isso sim!

amv disse...

Manuel

Não se esqueça de que esta gente tem uma «democracia» muito própria, adaptada às suas conveniências. Se quiser um exemplo de outro «democrata», veja no Expresso deste fim-de-semana o que dizem de um antigo ajudante de Cavaco Silva e agora vereador em Lisboa (Salter Cid).

António