sábado, 2 de fevereiro de 2008

Uma mudança

Francisco José Viegas deixa a Casa Fernando Pessoa para ir dirigir a revista «Ler», no que se espera que possa ser um projecto muito interessante. Os dois anos do Francisco à frente da Casa Fernando Pessoa tocaram a excelência. Com recursos mais do que escassos, a casa tornou-se num lugar de referência da nossa vida cultural. Um verdadeiro exemplo do que é gerir na área da cultura, um exemplo para onde até (ou principalmente) ministros deviam olhar.

4 comentários:

Manuel Leão disse...

António:

Ainda bem que ele revitalizou a Casa Fernando Pessoa. Há uns anos, não sei precisar quantos, visitei a casa. Nessa altura, aquilo tinha tanta vida como um mausoléu.

Vou ter que lá voltar.

Cumprimentos.

Fátima disse...

O FJV fez um trabalho fantástico.

João teles disse...

Concordo com este post. Na remodelaçao do governo podiam ter chamdo o Francisco Jose Viegas para a cultura. Não sei é se ele aceitava.

Luís Graça disse...

O Francisco fez uso de dois conceitos: diversificação e dessacralização. Por isso mesmo a Casa Fernando Pessoa se tornou um pólo de iniciativas que foram para além da poesia e de Fernando Pessoa. O que o "anfitrião" não desdenharia.

Desejo um bom trabalho ao Francisco na nova LER. Fico à espera com muita curiosidade.

Com mais curiosidade ainda relativamente ao sucessor ou sucessora do Francisco na Casa Fernando Pessoa.

O que vai mudar?
No meio disto tudo, sinto-me como um daqueles sócios veteranos. Mudam os presidentes de clube, os sócios continuam em campo.