sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Já não há paciência

Depois de ontem à noite na «SIC Notícias», Carlos Freitas, administrador e gestor de activos e de inactivos (puroviques, farnerudes e por aí adiante) do meu clube, aparece hoje no «Record». Na caixa amarela pode ver-se Rui Santos a classificá-lo como «paradigma da paciência» (seja lá o que isso for). Eu, por mim, ansiando por um Sporting apenas com bons jogadores e com muitos títulos, só posso dizer é que já não há paciência para Carlos Freitas. Se antes, na sombra, já cansava a sua actividade no Sporting, como será agora com o homem armado em vedeta?

3 comentários:

Luis Eme disse...

E pensar que este senhor foi jornalista lá da casa, quando o "Record" precisava de jornalistas habilidosos e bem relacionados no reino das Antas...

Lembro-me de o ver lá na redacção, quase sempre ao telefone, pequenino e gordinho... talvez a furar caminho para outros mundos, lá para as Antas.

O mais engraçado é estar em Alvalade. E toda a gente fala do senhor do Benfica que dizem que é "lagarto" desde pequenino, embora ele tenha dito na revista do António, que afinal até é benfiquista, são é todos más línguas e esquecem o passado deste senhor...

amv disse...

Luís

Este caso do gestor do Benfica não me parece razão para tanto falatório, até porque o homem dá a ideia de que tem nível. Agora este tipo do Sporting, é realmente uma coisa arrepiante. Tinha logo de calhar ao meu clube... Às vezes penso que tenho o Sporting entregue aos bichos.

Abraço,

António

PS - li a entrevista no «Record» já depois de escrever o post; é mesmo uma coisa escabrosa (texto e fotos).

Anónimo disse...

Concordamos AMV!